17 01, 2017

Mercado I: Comedoria

Por |janeiro 17th, 2017|Comida de rua, Peixe, Quiosque, Regional, Sanduíche, São Paulo, Típicas|0 Comentários|

“Gosto do bairro de Pinheiros”, dificilmente encontra-se um paulistano que discorda dessa afirmação. Pinheiros (na zona Oeste da cidade de São Paulo, próximo às margens do rio de mesmo nome) é um bairro contemporâneo, embora seja um dos mais antigos da cidade (alguns dizem que é o mais antigo). Surgiu no século XVI, a partir de aldeias indígenas expulsas de outras localidades pelos portugueses. Mas o bairro começou a se desenvolver mesmo com a chegada dos bondes e do Mercado Municipal de Pinheiros em 1910, na época chamado “mercado dos caipiras”.

Ele perdeu essa alcunha, mas o Mercado continua atrair muita gente, principalmente depois das reformas que o tornaram um novo centro de gastronomia popular. Mas antes vale o histórico: primeiro, seu nome completo é “Mercado Municipal Engenheiro João Pedro Carvalho Neto”. Foi reinaugurado, já no novo endereço, em 1º de março de 1971. O projeto é dos arquitetos Eurico Prado e Luiz Telles. Mas só em 2014, já restaurado, veio o diferencial, o mercado foi atualizado, dando aos paulistanos não apenas um local para compra de produtos, mas sim uma área de reunião e convivência, proposta que contribui para a utilização de áreas dessa tipologia.

Hoje, além dos antigos box do mercado, encontra-se alguns restaurantes consagrados, como o Mocotó, instituto Atá (Alex Atala), e a cevicheria do chef boliviano Checho Gonzales, a Comedoria Gonzales.

Essa foi a nossa primeira escolha. A Comedoria fica no BOX 85, no final da passarela da entrada principal. É um box simples, mas bem resolvido, não há mesas, e o atendimento é feito no balcão ou em poucas mesas altas próximas ao local. Sempre está lotado. Com longas filas, o que, nesse caso, pode significar a apreciação do mercado, sempre colorido e cheio de pessoas peculiares transitando em seus amplos corredores.

O prato principal da casa é, claro, o ceviche. Há quatro opções como suco de manga, suco de milho, cambuci ou gergelim, com peixe ou frutos do mar. O de Cambuci (fruta típica da Mata Atlântica) é curioso. Peixe, suco de cambuci, suco de limão, suco de tomate, cebola roxa, tomate, pimenta dedo de moça, milho verde e farofa. Muitos dizem que os ceviches dali são os melhores de São Paulo, concordo, mas coloco entre os 2 melhores. O ceviche é muito equilibrado, o suco de limão não prevalece (como muitos na cidade), traz pouca acidez e leve ardência da pimenta. Nenhum sabor em evidência, e sim todos os componentes com boa proporção. Vale notar que a porção vem na medida correta, nada daqueles ceviches em pratos fundos que alimentariam 2 pessoas. Isso é um ponto positivo, comida não deve ser servida em grande quantidade, mas sim em boa qualidade.

O Choripán tem origem Argentina, é uma versão de nosso pão com linguiça. Mas com o diferencial: pão crocante, lembra o italiano; linguiça de textura macia, com pimenta; molho vinagrete. Lanche simples feito com qualidade.

Sobremesa: 3 leches, pão de ló com calda de leite e doce de leite. (só o doce de leite já comprova que o bolinho é muito bom!!!)

Atendimento rápido e simpático, com o Checho cumprimentando todos os clientes calmamente, sem perder a velocidade do preparo dos pratos. (aqui vale o comentário, trabalhar com essa quantidade de saídas, e ainda ter que se relacionar com os clientes não é fácil, mas o chef faz isso de modo simpático, vale o respeito e admiração!)

Enfim, um local para repetir, para ir com amigos ou aproveitar que está na região e comer um lanche rápido. Vele pela comida, e ambiente. Ótimo custo benefício. (primeiro post que optamos por 2 diferenciais!)

               

 

Onde: Rua Pedro Cristi (esq. Rua Dr. Manoel Carlos Ferraz de Almeida) – nº 31. BOX 85- Pinheiros – São Paulo – SP – Brasil
Quanto: ceviches: R$ 21,00 (peixe do dia); choripan: R$ 15,00; 3 leches: R$ 9,00; cerveja: R$ 13,00.
Quando: 2ª – sábado: 10:00 – 22:00
Opção Vegetariana: NÃO.
Sugestões: acompanhe com o chopp Coruja (a cerveja viva é melhor, mas o chopp também vale MUITO a degistação).
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Sim, do mercado, mas sempre lotado!
Faz entrega: Não.
Perto do metrô: Sim, Faria Lima (linha Amarela).
Acessibilidade: Não.
Site: –
Telefone:  11. 38138719
Data visita: Dezembro de 2016.
Facebook: https://www.facebook.com/comedoriagonzales/
Observações: -.
Mapa: CLIQUE

 

choripán

ceviche

“3 leches”

 

Mais sobre Pinheiros e o Mercado.

Prefeitura de São Paulo
Wikipedia
Pinheiros
Mercado de Pinheiros 43 anos depois

o mercado no início do século 20.
Fonte: http://www.gazetadepinheiros.com.br/cidades/fotos-guardam-a-historia-de-pinheiros-para-o-futuro-17-08-2012-htm

30 06, 2015

O REI!

Por |junho 30th, 2015|Comida de rua, Comida di Buteco, Lanchonete, Sanduíche|0 Comentários|

rei 3

O Centro de São Paulo sempre colabora com surpresas agradáveis.

Perto da famosa Rua Direita, temos a Rua Quintino Bocaiúva, e no número 17 o não tão conhecido “O Rei da Calabresa”… (E é com “S”, não “Z”). Pode ser um pouco difícil de localizar para os que não conhecem o centro, mas vale a expedição.

Uma pequena porta aberta desde 1949, sem indicação, sem logotipo, uma vitrine onde a linguiça é assada, um pequeno corredor e só. Simplicidade das lanchonetes do centro, com seus inúmeros cartazes com preços do sanduíches e sucos servidos.

O pedido é feito e rapidamente entregue, para ser consumido no pequeno balcão espelhado, também típico nesses estabelecimentos.

O lanche é tradicional, com molho vinagrete, há opção de peito de lombo ou peito de frango. Optamos pelo lombo, claro. O embutido é saboroso e curiosamente leve e pouco apimentado. Acompanha suco de uva, laranja ou caju.

Vale o retorno pela curiosidade e lanche rápido no centro de São Paulo.

AMBIENTE

sanduíche de calabresa e suco de tangerina

sanduíche de calabresa e suco de tangerina

Onde: Rua Quintino Bocaiúva, 17. Centro. São Paulo, SP.
Quanto: Promoção sanduiche de calabresa e suco: R$ 8,50.
Quando: segunda à sexta, 7:00 às 20:00.
Opção Vegetariana: não.
Sugestões: vire a esquina e veja um painel de Di Cavalcanti.
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Não.
Faz entrega: Não.
Perto do metrô: Sim, Estação Sé.
Acessibilidade: Não.
Site: –
Telefone:  (11) 3106-6406
Data visita: Junho de 2015.
Facebook: –
Observações: -.

difícil de achar, mas não impossível...

difícil de achar, mas não impossível…

painel de Di Cavalcanti, deteriorado... :/

painel de Di Cavalcanti, deteriorado… :/

Para saber mais sobre Di Cavalcanti: https://pt.wikipedia.org/wiki/Di_Cavalcanti

24 08, 2014

Natural na Aclimação

Por |agosto 24th, 2014|Hamburguer, Sanduíche, São Paulo, Sucos, Vegan, Vegetariano|0 Comentários|

AP01

Restaurantes vegetarianos assustam. E o estereótipo popular diz que são sem vida, com pratos insossos, geralmente a base de soja e folhas verdes, e que costumam transformar seus frequentadores em zumbis esquálidos e com olheiras.

Bom, não é bem assim… e uma leva de vegans, ovo-lactos, vegetarianos e outras designações provam isso… afinal nem sempre quem não como carne está em boa forma, muitas vezes acontece o contrário. Ser vegetariano é complicado, é necessário balancear muito bem a alimentação, e para que isso ocorra há nutricionistas, e também restaurantes onde as boas opções estão disponíveis.

Esse Anna Prem é um deles. Restaurante vegetariano em frente ao Parque da Aclimação, situado no bairro de mesmo nome, o qual se desenvolveu a partir das chácaras ali existentes, já no século XX, assim é um bairro jovem da zona sul da cidade de São Paulo. O parque foi tombado em 1986 pelo Condephaat e é uma paisagem ideal para o lanche ou almoço no Anna Prem.

A localização privilegiada do sobrado que abriga o restaurante auxilia no ambiente calmo e tranquilo, o espaço é simples e possui uma agradável identidade visual. Válido o comentário tanto para o térreo, onde se encontra a lanchonete, quanto para o primeiro andar, onde encontra-se o restaurante.

A intenção da nossa visita era clara, provar um dos hambúrgueres vegans. Afinal a casa oferece seis opções, e não apenas uma como nos restaurantes tradicionais.

Antes do pedido a atenciosa atendente já nos recebe com sorrisos (+1 ponto). Oferece o suco verde para provarmos (+2 pontos). Provamos e esse foi o pedido. No suco vai: couve, hortelã, maçã e água de coco. Há a opção com pepino também. Ótimo suco!!! Mesmo!

Aos sanduíches então. O primeiro, de quinua, consistente, ótimo sabor, equilibrado e não desmonta. Esse último fator é importante, pois geralmente empanados vegetais perdem a liga no preparo. Logo, aí é o ponto positivo e diferencial! Detalhe importante, são feitos na hora, portanto aconselha-se não ir com pressa. Ele completo: pão integral, hambúrguer de quinua com mandioquinha (o que deixa muito mais saboroso!), maionese vegetal, alface e tomate.

O outro foi o de berinjela,com pão integral também, hambúrguer de berinjela defumada, maionese vegetal e tomate. Apesar de considerarmos a berinjela como a carne dos vegetarianos, não é comum encontrarmos hambúrgueres feitos com esse saboroso legume (ou fruto como preferem alguns). Entretanto no Anna Prem é diferente, a receita a base de berinjela com um toque de defumado, lembra o babaganuche em forma de hambúguer. Vale a pena conhecer também.

Ainda são oferecidos os seguintes hambúrgueres: de soja, tofu, grão de bico e shitake (ficam para a próxima visita), todos com preços justos. A casa ainda conta com uma pequena loja de produtos vegetarianos.

Sim, o retorno vale, além do ótimo atendimento, pela comida mesmo!

COMIDA

Onde: R. Muniz de Souza, 1.170 – Aclimação. São Paulo, SP.
Quanto: Suco verde: R$ 8,70 (com água de coco). Hambúrgueres. Quinua: R$ 17,30. Berinjela: R$ 17,80.
Quando: segunda a sexta: 12h às 15h. sábado e domingo: 12h às 16h.
Opção Vegetariana: Sim, e só ela.
Sugestões: há sobremesas interessantes, mas nem sempre disponíveis.
Como pagar: dinheiro ou cartão (mas veja se está funcionando antes).
Estacionamento: Não.
Faz entrega: Não.
Perto do metrô: Paraíso.
Acessibilidade: Não.
Site: http://www.annaprem.com.br/
Telefone:  11-3208-7501
Data visita: Agosto de 2014.
Observações: -.

Hambúrguer de quinua e suco verde

Hambúrguer de quinua e suco verde

AP02

Hambúrguer de berinjela e suco verde

Hambúrguer de berinjela e suco verde

 

 

14 02, 2014

… cão véio mano…

Por |fevereiro 14th, 2014|Bar, Bares, Cerveja, Comida de rua, Comida di Buteco, Restaurantes, Sanduíche, São Paulo|0 Comentários|

cv-01

Rock,n roll e bom atendimento. Garçons com cara de bravos, mas simpáticos e, o melhor, conhecem os pratos e as bebidas que servem. Ambiente lotado de referências visuais, com quadros estranhos, móveis vintages, mas muito agradável.

É o Cão Véio, Bar cheio de contradições, mas um dos primeiros que valem a postagem neste blog. Porque o que vale é a experiência, e esse lugar proporciona isso. Ambiente agradável, atendimento especializado e cordial, uma boa carta de cervejas e a comida, ótima, equilibrada, bem produzida.

O Cão Véio é um desses bares que surpreendem. Pelos motivos acima citados e outros. Como o fato de ser um empreendimento do consagrado Chefe Henrique Fogaça (do Sal Gastronomia) e do Badauí, da banda CPM 22. Aí não tem erro, a boa comida e rock’n roll são certezas nesse bar.

Mas ok, temos os pratos (pois as cervejas deixaremos por último!!). Foram provados 3. O primeiro e mais pedido, o Fila Brasileiro, com filé mignon empanado, queijo gruyere e gorgonzola, acompanha um molho picante, mas nem tanto. Querendo algo realmente ardido, peça o “Colírio pro zóio”, pimenta da casa que é servida com conta-gotas, também à venda para os corajosos levarem para casa. Os leitores sabem que adoramos pimenta, e já não ligamos para índices de ardência abaixo de 50 mil, logo essa pimenta nos surpreendeu, ela é ótima!

O segundo prato foi um também ardido, Bicho do Mato, com muito jalapeño e linguiça de cateto gratinada. É um daqueles pratos que cada garfada provoca sabores diferentes. É picante na medida certa, mas desaconselhável para os mais sensíveis, peça harmonização com alguma cerveja de trigo. O último prato, um tipo de escondidinho de carne desfiada de cabrito, muito macia, e queijo gratinado. A sugestão é simples, peça essa prato. TAMBÉM.

Vale já citar que os preços são justos, fato difícil de encontrar em bares similares.

Às cervejas então.

Vou começar pela última, a espahola Estrella Damm Inedit, onde o renomado chefe catalão Ferran Adriá colocou sua mão, acrescentando toques de casca de laranja e alcaçuz. É uma das certas pedidas.

Seguem: a refrescante cerveja escocesa Brew Dog Dead Pony Club. A curitibana Diabólica, uma India Pale com 6,66% de graduação alcoólica. A já consagrada All Day IPA da americana Founders Brewing. Na sequência, ufa, a Houblon Chouffe, uma cerveja belga  amarga, conhecida como cerveja do duende por razões óbvias. (caso não seja tão óbvio, veja o rótulo, e não, não é devido à alta graduação alcoólica de 9%.).

Esse é um daqueles bares que certamente retornaremos, sugestão do amigo José Maria.

Difícil escolher qual o diferencial do restaurante, o ambiente é ótimo, o atendimento idem, mas a comida realmente é o melhor. Então, a escolha é pela…

COMIDA

 clique nas fotos para ampliar

escondidinho, fila brasileiro e ojalapeño com linguiça de cateto.

escondidinho, fila brasileiro e ojalapeño com linguiça de cateto.

A refrescante Brew Dog Dead Pony Club, a diabólica, e a houblon chouffe

A refrescante Brew Dog Dead Pony Club, a diabólica, e a houblon chouffe

Onde: Rua João Moura, 871. Pinheiros. São Paulo – SP.
Quanto: Porções: entre R$ 15,00 e R$ 30,00. Cervejas: entre R$ 10,00 e R$ 50,00
Quando: 2ª-6ª (16H-00H); sábado (16h-01h). Domingo não.
Opção Vegetariana: NÃO!
Sugestões: peça sugestão de harmonização entre os pratos e cervejas.
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Não.
Faz entrega: Não.
Perto do metrô: Estação Clínicas.
Acessibilidade: não.
Site: –
Telefone: 11.4371-7433
Data visita: Fevereiro de 2014.
Observações: optamos por um horário tranquilo, mas o bar costuma ficar bem cheio. E por último: SE BEBER, NÃO DIRIJA.

 

A melhor, a espanhola Estrella!

A Hardcore IPA, e a melhor de todas, a espanhola Estrella!

 

11 12, 2013

Mais rock… agora no vinil.

Por |dezembro 11th, 2013|Comida de rua, Hamburguer, Lanchonete, Sanduíche, São Paulo|0 Comentários|

V-02

Ok, para aqueles que nem imaginam o que é um disco de vinil, vou explicar, são os famosos “bolachões”, aqueles discos grandes e pretos com um furo no meio, são anteriores aos CDs. Pronto, agora o público mais novo pode continuar a ler o post.

Adoro Pinheiros, e ali o novo Vinil Burguer, afinal inaugurou em novembro, traz uma novidade e conquista uma clientela cativa, afinal não é difícil o desejo de retornar ao local e comer o mesmo hamburguer provado.

Sim, só há um tipo de hamburguer, o cliente até pode optar por esse ou outro ingredientes da lista, mas o sanduíche é o mesmo. Os puristas podem achar que não é uma boa opção, e realmente não é… é uma ótima opção. Como escrevi acima, quero retornar e comer o mesmo hambúrguer. E no pouco tempo que ficamos ali, percebi clientes constantes.

Enfim, o ambiente é simples e pequeno, possui um balcão que abre para a rua, simulando um trailer. O atendimento é simpático, e corrido.

Sobre o sanduíche, já adiantei, é ótimo. Dos quatro queijos disponíveis pode-se optar por dois, e a opção foi mussarela e queijo prato, juntando-se a eles, alface, tomate, molho, cebola e bacon crocante. E uma surpresa, o chapeiro acertou no ponto! Ao ponto para mais! Aliás, não há chapa, e sim um broiler rotativo, o que deve manter a uniformidade da carne.

Custo benefício ótimo!

Vale o retorno, muitas vezes. Não que o ambiente e atendimento sejam ruins, eles são ótimos, mas visite pela:

COMIDA

Onde: Rua Padre Carvalho, 18 – Pinheiros – São Paulo – SP.
Quanto: Hamburguer: 19,00. Cerveja: 12,00. Suco Joy: R$ 6,00
Quando: todos os dias até 0:00h.
Opção Vegetariana: Não né…
Sugestões: prove qualquer uma das cervejas.
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Não.
Faz entrega: Não.
Perto do metrô: não.
Acessibilidade: sim.
Site: –
Telefone:
Data visita: Novembro de 2013.
Observações: peça a maionese caseira, é indispensável!

esse é o hamburguer completo

esse é o hambúrguer completo

e essa a cerveja.

e essa a cerveja.

Observação

11 12, 2013

Rock’n Roll Burguer

Por |dezembro 11th, 2013|Burger, Hamburguer, Lanchonete, Restaurant, Sanduíche, São Paulo|0 Comentários|

IMG_9803

Admito que faz algum tempo que não visito a região da rua Augusta. Acho o local decadente, com um público excessivamente jovem, enfim, não mais um ambiente divertido e com boas opções de lanchonetes. Mas o Rock’n Roll Burguer surpreendeu. O ambiente é agradável, o atendimento simpático e o sanduíche muito bom.

Mas vamos por parte. No piso térreo o atendimento é realizado direto no balcão. A noite, entretanto, no piso superior o atendimento é realizado nas mesas pelos garçons. Essa última opção é a melhor, já que pode contar, além dos produtos servidos no térreo, com drinks, saladas, entradas e cervejas especiais.

A opção foi pelo Fat Elvis, aliás muitos sanduíches, além da decoração, são baseados em lendas do rock. O ambiente monocromático garante a sensação de estar participando de um tempo clássico, estimulado por posteres de celebridades do rock, música e o bom e velho hambúrguer.

Mas voltando ao prato escolhido, ele vem com duas carnes, cheddar, queijo prato, alface, tomate e maionese no pão preto. Acompanha onion rings e crisps de cebola. A carne, de fabricação própria, é macia e com ótimo tempero. A composição, de sabor e visual estão ótimas. O pão entretanto poderia permanecer numa estufa para garantir maciez.

Vale ainda, como última dica, adquirir a camiseta e a caneca da casa. Não tenho fotos agora, mas postarei a minha em breve!

Vale a visita. E em breve retornaremos para provar outros pratos.

Escolha pelo:

ATENDIMENTO

Onde: Rua Augusta, 538. São Paulo, SP.
Quanto: Fat Elvis: R$ 25,90
Quando: Terça a Quinta >> 12h à 1h. Sexta e Sábado >> 12h às 5h. Domingo >> 12h à 0h. ABERTURA DO PUB: Terça a Quinta >> 18h. Sexta e Sábado >> 19h. Domingo >> 18h.
Opção Vegetariana: Sim.
Sugestões: compre a camiseta com a receita do orgasmatron,
Como pagar: cartão ou dinheiro.
Estacionamento: Sim. (em frente)
Faz entrega: Sim.
Perto do metrô: sim +/-. (Consolação ou República)
Acessibilidade: sim.
Site: http://www.rocknrollburger.com.br
Telefone: (11) 3255-0351
Data visita: Novembro de 2013.
Observação:

O Fat Elvis

O Fat Elvis …

 

... em detalhe.

… em detalhe.

29 09, 2013

Burger 700

Por |setembro 29th, 2013|Burger, Hamburguer, Lanchonete, Sanduíche, São Paulo|1 Comentário|

700-5

Estão abertos a apenas 5 meses ao lado do já conceituado Geribá, na Av. Sumaré 700. Possuem também os mesmos donos. Assim o Burger 700, cuja origem do nome é óbvia, além do local privilegiado, também herda o modo de administrar o restaurante.

Enfim, locais novos sempre demoram um pouco para acertar todos os pontos, e nesse caso talvez seja o atendimento que demande as maiores observações. Os lanches são ótimos e o local muito agradável, mas a sugestão de garantir empatia com o cliente deve ser a mais importante. Além de dar a cada garçom mesas estipuladas, já que ser atendido por vários garçons prejudica a interação. O tempo de resposta ao atendimento é lento, principalmente se sentar nas sofás. Ficamos esperando algumas vezes por mais de 10 minutos até perceberem que estávamos necessitando de atendimento.

Mas ok, este problema não prejudica o principal, os sanduíches. Todos eles nomeados com as ruas do bairro, Iperoig, Turiassu, Apiacás, Apinagés, Tucuna, Cotoxó, enfim, todas estão lá, optamos então pelas ruas Sumaré e Caraibas.

Antes de descrever os sanduíches, vale citar o ambiente, com pé direito alto e ar condicionado, com uma ótima vista para a Avenida Sumaré. Já vale a visita para desfrutar do conforto oferecido pelos espaçosos sofás embutidos.

O Caraíbas é enorme e leva um hambúrguer de 150g, cebola frita com muito molho barbecue, catupiri e maionese da casa. Vale comer com as mãos mesmo, apesar dos óbvios riscos envolvidos decorrente do volume de recheio. Para os que não desejam se divertir, os talheres estão ali para facilitar a degustação. Carne macia e ingredientes de primeira! É tão bom e equilibrado que nem necessita de catchup!!

O Sumaré tem também o hambúrguer de picanha, alface a juliana, tomate, bacon, onion rings, creme de queijo e enfim o molho barbecue. Também aprovado. Conhecemos bem a região, e talvez seja uma das melhores hamburguerias do bairro de Perdizes.

Sim, há várias entradas, e a batata frita também vale a visita (sobre batatas esperem o post do Degas, ali perto, na Avenida Pompéia). Fazia algum tempo que não provávamos uma boa batata como essa. O onion ring da casa é simples e bom, não espere os tradicionais, esse é feito com cebola empanada frita mas bem finas.

Na próxima visita teremos que provar as batatas rústicas gratinadas. Pareciam ótimas!

Finalizamos com waffles de Nutella (com sorvete de chocolate e ovomaltine) e outro de doce de leite (com sorvete com chocolate branco, farofa doce e castanhas). Na opção de apenas 1 escolha, opte pelo de Nutella.

Os preços são convidativos, e os garçons honestos quanto ao tamanho dos pratos.

Sanduíche Sumaré

Sanduíche Sumaré

Onde: Av. Sumaré, 700. São Paulo, SP.
Quanto: Sumaré: R$ 23,00. Caraibas: R$ 22,00. Fritas: R$ 6,00. Waffles: R$ 17,00. Refrigerante: R$ 4,70.
Quando: 12h00 às 1h00 (domingo a quinta); 12h00 até último cliente (sexta e sábado)
Opção Vegetariana: Sim.
Sugestões: sente nos sofás.
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Não. (apenas Vallet)
Faz entrega: Sim.
Perto do metrô: Sumaré.
Acessibilidade: Sim.
Site: http://www.burger700.com.br
Telefone: (11)  2366.8223
Data visita: Setembro de 2013.
Observação:

Waffles de Nutella

Waffles de Nutella

ótima batatas fritas

ótima batatas fritas