7 05, 2017

holy?

Por |maio 7th, 2017|Burger, Hamburguer, Lanchonete, São Paulo|0 Comentários|

O super comentado Holy Burguer fica no bairro da Consolação (alguns dizem que lá ainda é Vila Buarque, mas o correto mesmo é Santa Cecília!), em São Paulo. O ponto é badalado, sempre cheio de gente, durante a semana são os universitários, fins de semana a galera moderna e curiosos.

Já resumindo, vá só pelo lanche. O sanduíche é realmente muito bom, e o escolhido foi o Saint Gorgon, que pelos ingredientes poderia ficar péssimo ou muito bom. Ponto ganho, o sanduíche é ótimo e bem equilibrado, o hamburguer macio e veio no ponto pedido, queijo gorgonzola (sem excesso, mas ainda com sabor), cebola caramelizada (este  poderia ter mais), agrião e o pão preto macio. Tudo bem montado e mantendo a integridade do conjunto.

O ambiente é rústico, pouco iluminado, opta por decoração despojada. O básico.

A espera: havia lugar no balcão, o que ajudou na hora de ser atendido. O pedido também foi rápido. Mas conversando com outros clientes, ouvi que algumas vezes o atendimento demora muito. Talvez em dias mais movimentados.

Entretanto o que deixou a desejar, e muito, foi o atendimento rude, indiferente e algumas vezes agressivo. O cardápio rasgado e úmido foi simplesmente jogado no balcão. Alguns clientes ficavam esperando alguém da equipe olhar para a mesa para serem atendidos, o que demorava muitos minutos. Assim, embora possua realmente um dos melhores hambúrgueres da cidade, o retorno é anulado pelo péssimo sistema de atendimento.

o ótimo hamburguer!

Onde: Rua Doutor Cesário Mota Junior, 527. São Paulo, SP.
Quanto: Entre R$ 25,00 e R$ 35,00 os hamburgueres.
Quando: Segunda a sexta, das 12h às 16h. Segunda a quinta das 18h à 0h. Sex até a 1h. Sáb das 12h à 1h.
Opção Vegetariana: sim, hamburguer de falafel.
Sugestões: opte como acompanhamento uma das cervejas, a IPA madalena é Madalena IPA é cremosa e cítrica, amargor leve. Boa para acompanhar sanduíches mais encorpados.
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Não.
Faz entrega: Sim.
Perto do metrô: República.
Acessibilidade: Não.
Site: http://www.holyburger.com.br/
Telefone: 11. 3214 1314/3214 1319
Data visita: Maio de 2017.
Facebook: https://www.facebook.com/Holyburgersp/
Observações: -.
Mapa: CLIQUE

uma IPA bem leve.

16 04, 2017

Cerveja e pizza.

Por |abril 16th, 2017|Cerveja, Chopp, Pizza, roleta russa, São Paulo|0 Comentários|

Pizza é sempre bom. Mas acompanhada com vinho melhor ainda. Mas espera, o assunto é chopp, porque, com chopp, aí fica muito melhor ainda!!

Nenhuma leitura anterior desse curioso lugar, aliás, o intuito era outro estabelecimento, mas a curiosidade pela pequena porta, com algumas poucas mesas (duas na verdade) na calçada chamou a atenção. Já na calçada é possível ver as torneiras de chopp, dispostas no balcão. É a Seraphina Cervejaria, no boêmio bairro da Vila Romana, que está lá na rua rua Coriolano aproximadamente 1 ano.

Pizza tradicional, acompanha bem a cerveja, na verdade chopp. Fornecida pela pizzaria Paulista, anexo à cervejaria. Nenhuma novidade no sabor, mas bem feita.

Mas aí tem o diferencial. A “Cervejaria” é uma pequena loja de rua, com apenas 5 mesas, ambiente rústico, confortável e agradável, típico para beber uma das cervejas/chopp oferecidas, que mudam periodicamente. Hop LAGER, Shornstein IPA, thunderstruck ALE, Oskarblues Pinner. As escolhidas foram:

NE-IPA Roleta Russa, uma New England IPA, aspecto turvo, não muito escura, amargor médio, cremosa, no final gosto cítrico. Servida na temperatura ideal.

A cerveja Coruja Extra Viva, sem conservantes, já foi aqui comentada, e é sempre ótima, por isso é uma escolha óbvia e recorrente. O dispenser do chopp dela está fixado numa antiga geladeira Frigidaire, o que deixa mais interessante.

O retorno é garantido.

 

Bico de chopp na geladeira antiga.

Pizza de atum, boa para acompanhar o chopp.

Onde: Rua Coriolano 1132. Vila Romana/ Lapa. São Paulo, SP.
Quanto: pizza: entre R$ 35,00 e R$ 55,00. Brotinho: R$ 35,00. Cervejas: 300 ml: entre R$ 10,00 e R$ 15,00. 500 ml: entre R$ 14,00 e R$ 22,00
Quando: segunda a domingo. 18:00 às 23:00 (sexta e sábado até 0:00)
Opção Vegetariana: sim.
Sugestões: é possível degustar as cervejas em shots antes da escolha.
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Não.
Faz entrega: Sim, pizza e cerveja.
Perto do metrô: não, mas da estação CPTM Lapa.
Acessibilidade: Não.
Site: –
Telefone: 11 3872-4477
Data visita: Abril de 2017.
Facebook: https://www.facebook.com/QuintadoOlivardo/
Observações: -.
Mapa: CLIQUE

Saúde!

14 04, 2017

“ora poish”… bacalhau

Por |abril 14th, 2017|Restaurantes|0 Comentários|

Meu bisavô era da terrinha, a conhecida Portugal. O que transformava em um absurdo o fato de, quando criança, não suportar o tal do bacalhau, sempre presente nas mais diversas ocasiões na casa de meus avós. Felizmente as coisas mudam. Não só mudam, mas parece que esses tais genes nos obrigam a recordar o passado, com o desejo gigante de comer esse peixe salgado. Passa-se então a buscar no Google: “restaurante com bacalhau”… e apareceram muitas opções, mas 3 interessantes, votação feita e o escolhido foi o “Quinta do Olivardo”.

Bom, era domingo, e “quinta” nesse caso é qualquer propriedade de características rústicas e cercada de árvores, conforme a tradição portuguesa, e esse restaurante é assim, uma propriedade que traz o clima das fazendas para um passeio de fim de semana.

A primeira impressão é “caramba, deveria ter vindo mais cedo, porque tanta gente sai para comer de domingo???!!!”. Mas logo essa questão desaparece, o local é grande e possui vários estacionamentos, dispostos na propriedade.

E aí vem a segunda impressão: “caramba, deveria ter vindo mais cedo, vou esperar horas na fila!!”. Mas logo essa questão também desaparece, o lugar possui vários “quiosques”, com doces portugueses, bolinho de bacalhau, “prego no pão”, um tradicional lanche português. Além de chopp, vinho, vinho de chopp, suco de vinho, pastel e o bolo do Caco. Tem também um pseudo vinhedo e para as crianças muitas atividades.

O restaurante é arejado, tem uma grande sacada onde se pode ver a paisagem de São Roque, cidade a cerca de 60 km de São Paulo.

Há muitas opções no cardápio, mas nem todas disponíveis. Problema que foi contornado com simpatia pelo garçom, que sugeriu um prato conforme nosso desejo, um bacalhau em postas, no forno e com muito azeite. Também com batatas, cebolas, tomates, azeitonas pretas e ovo cozido. Bem servido e bem montado no prato pelo sempre simpático garçom. Nem preciso falar que é muito bom!!

No restaurante, os proprietários percorrem constantemente o salão. Ótimo! Parabéns!

Sobremesa: pastel de Santa Clara, pastel de Belém (nata) e pastel de Coimbra. Opte pelos três na primeira visita, já na segunda peça de uma vez os três dos pastéis de Belém. É o melhor, vem quente, já que produzem todos os dias, e pelo visto em grande quantidade, a cada hora um sino toca avisando que nova fornada saiu! E não sobra um.

Ah, agradeço a ótima companhia desta vez da Thielly Zamorano, que entende mais de comida do que a maioria, e que transforma qualquer refeição numa contínua sequencia de piadas inteligentes!

A comida é ótima, o atendimento idem, mas a visita vale pelo lugar:

Bacalhau, arroz e batatas.

Suco de uva, ou vinho.

Onde: Estrada do vinho, km 4. São Roque, SP.
Quanto: ceviches: Pratos com Bacalhau: entre R$ 163,00 e R$ 188,00. Sobremesas: R$ 7,00. Bolinho de bacalhau: R$ 7,00. Leitão à bairrada: R$ 187,00.
Quando: domingo à quinta: 9:30h às 17:30h. Sexta e sábados: 9:30h às 22:30h.
Opção Vegetariana: NÃO.
Sugestões: passe na lojinha antes de ir embora, opções de doces, vinhos, e produtos portugueses.
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Sim.
Faz entrega: Não.
Perto do metrô: o que é metrô?
Acessibilidade: Não.
Site: http://quintadoolivardo.com.br/
Telefone: 11 4711.1100 / 4711.1923
Data visita: Abril de 2017.
Facebook: https://www.facebook.com/QuintadoOlivardo/
Observações: -.
Mapa: CLIQUE

Lugar agradável


Vinhedos só para turista ver.

Os tais doces portugueses

Prato pronto

17 01, 2017

Mercado I: Comedoria

Por |janeiro 17th, 2017|Comida de rua, Peixe, Quiosque, Regional, Sanduíche, São Paulo, Típicas|0 Comentários|

“Gosto do bairro de Pinheiros”, dificilmente encontra-se um paulistano que discorda dessa afirmação. Pinheiros (na zona Oeste da cidade de São Paulo, próximo às margens do rio de mesmo nome) é um bairro contemporâneo, embora seja um dos mais antigos da cidade (alguns dizem que é o mais antigo). Surgiu no século XVI, a partir de aldeias indígenas expulsas de outras localidades pelos portugueses. Mas o bairro começou a se desenvolver mesmo com a chegada dos bondes e do Mercado Municipal de Pinheiros em 1910, na época chamado “mercado dos caipiras”.

Ele perdeu essa alcunha, mas o Mercado continua atrair muita gente, principalmente depois das reformas que o tornaram um novo centro de gastronomia popular. Mas antes vale o histórico: primeiro, seu nome completo é “Mercado Municipal Engenheiro João Pedro Carvalho Neto”. Foi reinaugurado, já no novo endereço, em 1º de março de 1971. O projeto é dos arquitetos Eurico Prado e Luiz Telles. Mas só em 2014, já restaurado, veio o diferencial, o mercado foi atualizado, dando aos paulistanos não apenas um local para compra de produtos, mas sim uma área de reunião e convivência, proposta que contribui para a utilização de áreas dessa tipologia.

Hoje, além dos antigos box do mercado, encontra-se alguns restaurantes consagrados, como o Mocotó, instituto Atá (Alex Atala), e a cevicheria do chef boliviano Checho Gonzales, a Comedoria Gonzales.

Essa foi a nossa primeira escolha. A Comedoria fica no BOX 85, no final da passarela da entrada principal. É um box simples, mas bem resolvido, não há mesas, e o atendimento é feito no balcão ou em poucas mesas altas próximas ao local. Sempre está lotado. Com longas filas, o que, nesse caso, pode significar a apreciação do mercado, sempre colorido e cheio de pessoas peculiares transitando em seus amplos corredores.

O prato principal da casa é, claro, o ceviche. Há quatro opções como suco de manga, suco de milho, cambuci ou gergelim, com peixe ou frutos do mar. O de Cambuci (fruta típica da Mata Atlântica) é curioso. Peixe, suco de cambuci, suco de limão, suco de tomate, cebola roxa, tomate, pimenta dedo de moça, milho verde e farofa. Muitos dizem que os ceviches dali são os melhores de São Paulo, concordo, mas coloco entre os 2 melhores. O ceviche é muito equilibrado, o suco de limão não prevalece (como muitos na cidade), traz pouca acidez e leve ardência da pimenta. Nenhum sabor em evidência, e sim todos os componentes com boa proporção. Vale notar que a porção vem na medida correta, nada daqueles ceviches em pratos fundos que alimentariam 2 pessoas. Isso é um ponto positivo, comida não deve ser servida em grande quantidade, mas sim em boa qualidade.

O Choripán tem origem Argentina, é uma versão de nosso pão com linguiça. Mas com o diferencial: pão crocante, lembra o italiano; linguiça de textura macia, com pimenta; molho vinagrete. Lanche simples feito com qualidade.

Sobremesa: 3 leches, pão de ló com calda de leite e doce de leite. (só o doce de leite já comprova que o bolinho é muito bom!!!)

Atendimento rápido e simpático, com o Checho cumprimentando todos os clientes calmamente, sem perder a velocidade do preparo dos pratos. (aqui vale o comentário, trabalhar com essa quantidade de saídas, e ainda ter que se relacionar com os clientes não é fácil, mas o chef faz isso de modo simpático, vale o respeito e admiração!)

Enfim, um local para repetir, para ir com amigos ou aproveitar que está na região e comer um lanche rápido. Vele pela comida, e ambiente. Ótimo custo benefício. (primeiro post que optamos por 2 diferenciais!)

               

 

Onde: Rua Pedro Cristi (esq. Rua Dr. Manoel Carlos Ferraz de Almeida) – nº 31. BOX 85- Pinheiros – São Paulo – SP – Brasil
Quanto: ceviches: R$ 21,00 (peixe do dia); choripan: R$ 15,00; 3 leches: R$ 9,00; cerveja: R$ 13,00.
Quando: 2ª – sábado: 10:00 – 22:00
Opção Vegetariana: NÃO.
Sugestões: acompanhe com o chopp Coruja (a cerveja viva é melhor, mas o chopp também vale MUITO a degistação).
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Sim, do mercado, mas sempre lotado!
Faz entrega: Não.
Perto do metrô: Sim, Faria Lima (linha Amarela).
Acessibilidade: Não.
Site: –
Telefone:  11. 38138719
Data visita: Dezembro de 2016.
Facebook: https://www.facebook.com/comedoriagonzales/
Observações: -.
Mapa: CLIQUE

 

choripán

ceviche

“3 leches”

 

Mais sobre Pinheiros e o Mercado.

Prefeitura de São Paulo
Wikipedia
Pinheiros
Mercado de Pinheiros 43 anos depois

o mercado no início do século 20.
Fonte: http://www.gazetadepinheiros.com.br/cidades/fotos-guardam-a-historia-de-pinheiros-para-o-futuro-17-08-2012-htm

13 01, 2017

Olha a Increnca…. com “I” mesmo

Por |janeiro 13th, 2017|Pizza|0 Comentários|

Ah! Voltamos à Vila Pompéia, mas desta vez… ah, desta vez valeu a pena. E por Pizza para lá voltaremos. Afinal, a tal da Divina Increnca (assim mesmo com “I”) não tem erro, ou encrenca, a pizza vale a ida!

A tal pizzaria começou como um foodtruck, que hoje fica estacionado na porta, o que facilita a identificação da casa. Não é mais utilizado rodando pela cidade, mas serve como marco e apoio para quando o movimento supera as expectativas dos pizzaiolos, pois ainda é funcional com seu forno elétrico.

O espaço é informal, com decoração aleatória, o que o torna confortável, natural e amistoso, contribuindo para interações sociais. É a pizzaria para levar amigos, para descobrir novos sabores. Mas, para não apenas elogiar, a iluminação poderia ser melhor, já que as cores das pizzas perdem um pouco sua função em agradar visualmente o comensal.

O atendimento informal leva a conversas. É educado, mas ainda crescendo no quesito profissionalismo, natural para uma pizzaria jovem, com poucos anos de vida. Um atendimento que por isso mesmo passa a ser um diferencial, positivo no caso.

Sobre a pizza (sempre em formato individual, ou o nosso “brotinho”), vale ouvir as histórias sobre suas origens e composições. Pizza típica italiana, com fermentação longa. Torna a massa crocante, e com sabor que harmoniza com suas coberturas, sempre com ótimos ingredientes.

Optamos pela pizza Portughesa, aliás, as pizzas ali são comidas sem talheres, esta tinha: molho de tomate, muzarela, presunto, cebola roxa e ovo de codorna cozido no próprio forno. Ótima sugestão de pizza para uma ótima sugestão de pizzaria do amigo Oscar Steiner.

Seguindo, a pizza de Nutella. Essa, conforme o ditado que tudo feito com esse ingrediente fica bom, nem precisa ser comentada.

Outras opções: ciabattas, foccacias, pizzas de abobrinha, calabresa, marguerita, bianca (sem molho), com panceta defumada, salaminho, entre outras, o que torna o retorno obrigatório para provar esses sabores.

Vale a visita. E embora o atendimento e ambiente sejam ótimos, a pizza é o mais importante.

 

Onde: R. Dr. Miranda de Azevedo, 1155 – Vila Anglo Brasileira, São Paulo – SP
Quanto: Pizzas emmédia R$ 26,00 (individuais)
Quando: terça à Domingo: 19:00 – 23:00
Opção Vegetariana: sim.
Sugestões: experimente as cervejas artesanais.
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Não.
Faz entrega: Sim.
Perto do metrô: Não.
Acessibilidade: Não.
Site:
Telefone:  11. 3791-1110
Data visita: Novembro de 2016.
Facebook: https://www.facebook.com/divinaincrenca/
Observações: -.
Mapa: CLIQUE

Pizza Portughesa.

Pizza de Nutela.

Cerveja de trigo artesanal.

 

13 01, 2017

Garoa…

Por |janeiro 13th, 2017|Burger, Hamburguer, São Paulo|0 Comentários|

Esse é um post curto. Aí vai:

Alguns locais voltamos sempre, pelo bom atendimento, pelo ambiente, pela comida. Não é o caso do Garoa Burguer. Quer dizer, o lanche é ótimo. Embora demore MUITO para chegar.

Enfim, a lanchonete fica na Vila Pompéia. Bairro de ótimos restaurantes e lanchonetes. E o Garoa oferece um ótimo hamburguer! Bom mesmo. Mas deveria melhorar alguns itens: como o atendimento, com garçons mal humorados. Velocidade: o lanche demorou quase 45 minutos para chegar. Ambiente: escuro, não é possível “comer com os olhos”… a iluminação deixa os pratos com péssima aparência. Mas o hamburguer é bom.

É um local para família, por isso caso se incomode com crianças chorando, “cheiro” de crianças (não aquele do sabonete Johnson), crianças correndo pelos apertados corredores entre as mesas, não vá. Vá pelo Hamburguer.

Então, vale só pelo hamburguer, e só.

Onde: Rua Tavares Bastos, 779. São Paulo – SP
Quanto: Lanches a partir de R$ 29,000
Quando: Quarta a sábado das 18h às 23h15. Domingo das 17h às 22h30
Opção Vegetariana: sim +/-.
Sugestões: resiliência na visita.
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Não.
Faz entrega: Não.
Perto do metrô: Não.
Acessibilidade: Sim, mas não pela NBR9050.
Site: https://www.facebook.com/hamburgueria.garoa
Telefone:  11. 3297-1535–
Data visita: Novembro de 2016.
Facebook: https://www.facebook.com/santacoxinha/
Observações: -.
Mapa: CLIQUE

Hamburguer do GAROA, acompanha batatas (frias).

13 10, 2016

Coxinha

Por |outubro 13th, 2016|Coxinha, São Paulo|0 Comentários|

santa-02

Não, esse não é um post político, mas vamos falar de cozinhas. (e talvez pão com mortadela em breve).

Nossa coxinha começa na Vila Zelina, distrito da Vila Prudente, zona leste de São Paulo. A origem do bairro, conta-se, é eslava (a Eslovênia é um país do leste europeu). Lá existe a Praça República Lituana (Lituânia um país da ex-União Soviética). Enfim, é um bairro com uma longa história.

Na praça, há o Santa Coxinha, lanchonete que tem nesse salgado seu principal foco. Mas serve também esfihas, pratos comerciais, beirutes, entre outros.

As coxinhas são ótimas, crocantes, e em diversos sabores, como carne louca, cordeiro, strogonoff de frango, queijo gorgonzola, bacalhau, salmão, calabresa, atum, costelinha e até feijoada. Entre muitas outras. Vale repetir o local para experimentar todas.

O ambiente repete o conceito de decorar o espaço com peças de coleções do passado, orelhão, refrigeradores antigos e memorabilia. O atendimento é bom, mas poderia ser mais cordial. A coxinha é pequena, o que é bom para experimentar mais de uma, mas com preço de salgado de maiores proporções.

Vale o retorno. Também por oferecer refrigerantes importados, como 7up, Dr. Pepper, Crush e Coca Cola Vanila e Cherry.

Dr. Pepper

Dr. Pepper

Onde: Praça República Lituana, 73 – Vila Zelina – São Paulo – SP
Quanto: Coxinhas entre R$ 4,90 e R$ 8,90
Quando: Seg – Sáb | 10h – 22h30
Opção Vegetariana: sim.
Sugestões: não esqueça a pimenta.
Como pagar: dinheiro ou cartão.
Estacionamento: Não.
Faz entrega: Não.
Perto do metrô: Não.
Acessibilidade: Sim.
Site: http://www.santacoxinha.com.br/site/
Telefone:  11. 2345 4249–
Data visita: Setembro de 2016.
Facebook: https://www.facebook.com/santacoxinha/
Observações: -.
Mapa: CLIQUE

Coxinha de carne seca com massa de mandioca e pimenta.

Coxinha de carne seca com massa de mandioca e pimenta.

A tradicional coxinha de frango com catupiry.

A tradicional coxinha de frango com catupiry.